Certificado WPMS

Certificado_WPMS

Container types sequence and transport accessories lists and sequences

Objectives

The goal of this guide is to provide a view of the new development about container types sequence & transport accessories lists and sequences.

Container Type

Container type definition

Every container type has now a sequence that has to be defined. This sequence will influence how container types are displayed (their order) on the operations in PDT select buttons of the containers.

To sort the operation, the system fetches the alternative containers defined for the processing container in question. After that, he calculates the best fit (which will always appear first) based on the quantities entered and sorts the rest based on the sequence field. In case of sorting operation the system does not calculate the best fit, it just sort the container types based on sequence.

Global → Global Application → Application → Master Data → Warehouse Management → Containers → Containers Definitions [AD012]

Transport Accessories Lists

To the Transport Accessories Lists was also added a sequence field in order to sort the transport accessories in PDT select buttons. But, in this case was also added a new Boolean field called Default value which must be unique per list/warehouse. In other words, on PDT selection of the Transport Accessories, that will be sorted by default value plus the sequence.

Global → Global Application → Application → Master Data → Warehouse Management → Containers → Containers Definitions [AD012]

Receiving and Picking with Automatic Distribution

Objectives

The goal of this guide is to provide a detailed view of the new development about reception /picking one-step on PdT.

Setup the environment

Actions

Global → Global Application → Application → Warehouse Management → Tailoring → Actions and Working Units → Work Unitid Manegement [AL118]

List the type of working unit that you will use for this process. Go to Actions, and define the action types with the actions, as the example below.

The new actions are:

  • 5380: Article Identification;
  • 5390: Quantities definition;
  • 5400: Label and container declaration;
  • 5410: Declare AT’s;
  • 5280: Free TA’s Declaration to Return Suplier;
  • 5480: Free TA’s Declaration to Return Suplier Rec/Exec.

Warehouse operations

Global → Global Application → Application → Warehouse Management → Tailoring → Operative Flows → Warehouse Operations [AL102]

List the operations that you will use for this process and edit each operation, as shown in the examples below:

Reception Operation

Important fields:

  • Without Rough Goods Rec.: activate this flag so that the Administrative Receiving is done automatically
  • Reception Automatic Process: configure the option “Rough Goods Receipt Distribution” so that the Distribution is done automatically.
  • Share Rule: configure here how the articles will be distributed by stores, with either the option “Rec&Pick: Without Fair Sharing with Grouping” or the option “Rec&Pick: Proportional with Grouping” (to enable the field “Share Rule”, activate the flag “Picking during Receiving”).
Execution Operation

Important field:

  • AT Base: configure here with “Mandatory declaration” (with this option, in the PDT the operator will have to declare the empty)

Alternative Operation

Global → Global Application → Application → Warehouse Management → Operational Definitions → Determinations → Alternative Operation Determination [AL342]

Select, for example, “By Flow, Operation T., Wareh., Interlecuter, D.Point” and press Next.

Add a new configuration, as the example below, to configure an alternative execution operation:

With this configuration the system will determine what is the execution operation that it will use, and that will be associated with the expedition containers created.

Containers

Global → Global Application → Application → Master Data → Warehouse Management → Containers → Containers Definitions [AD012]

Alternative Container

Select container, go to Options → Alternative Containers.

The containers configured here will be the alternative containers shown in the field “Container Type” (besides the article default container).

Container Configuration

Select container and edit.

If the field “Segregation Type”, for example, if the option selected is “Mono Article IN and OUT”, the system will not allow to execute different articles to the same container.

If the field “Multi Expiration date picking” is not checked, for example, the system will not allow to execute different expiration dates to the same container.

If the field “Multi Batch Record picking” is not checked, for example, the system will not allow to execute different batch records to the same container.

Accessories Transport on ATs

Select container, go to Options → Accessories Transport On ATs List. Choose the “Picking/ Marshalling” list and click Next.

The Transport Accessories configured in this list will be the empties available in the field “Empty type” during the execution process.

Operation on PdT

Accept WU and declare article

Accept the WU by entering 1 into the field and pressing “CONF”.

Article declaration

The operator should declare the article and press “CONF”.

Barcode field and “ARCTICLE LIST” button.

Reception/Execution of distributed articles

After declaring the article, if the article was distributed to a store, the system will present the store information and ask to declare the quantities, as well as the expiration date (if the article is managed with expiration date). The suggested quantity depends on the quantities from the Purchase Order (PO), as well as the Share Rule that is configured, as follows:

  • If the PO’s received quantity is less than the Store’s requested quantity (and less than the execution container created), the system will suggest the PO’s received quantity (with or without fair share, depending on the rule configured);
  • If the PO’s received quantity is equal or more than the Store’s requested quantity, the system will suggest the Store’s requested quantity (or the maximum quantity for the execution container created).

Note: if the operator receives/picks partially the distributed quantities, later the system will request to receive/pick the remaining quantities.

Label, Container type and Variable Empty Declaration

After receiving/picking the quantities for a store, the system asks to declare the shipping container Label and Container Type, as well as the Variable Empty (if the article has Var. Empty configured):

  • In the label declaration, the systems validates: segregation type, label, article and store. For example: if the type of segregation is Mono article IN and OUT, and the operator declares a label that already exists, the system will verify if the article is the same. It also verifies if the store is the same.
  • In the container type declaration, the systems validates: if the operator declares a label that already exists, by changing the Container Type and Empty Type, the system will update the ones that are associated to the execution container, also, if the operator declares a label that already exists, the Container Type field is not mandatory, therefore, if the operator doesn’t change the Container Type, the system keeps the Container and Empty Type already associated.

Depending on the configuration for the containers [AD012], the system will validate the expiration date and the batch record.

Best fit

The container type combo box will be selected by default with the container type calculated based on the best fit for the picked quantities declared.

Best fit on Container type field

Empty declaration

After declaring the shipping container label and type, the system will ask for the Empty for that container.

The empty list presented depends on the type of container declared on the previous screen, and for that container type it shows the corresponding empties, configured in AD012.

Article, Reception and Transport Accessories Summary

When the operator has finished receiving an article (either as receiving/picking one step or for stock), the system will present the article summary.

After the operator finishes the reception of all articles from the PO, the system will present the Transport Accessories Summary screen.

Article Summary
Empties Summary

After the Reception Empties declaration, the system presents the Reception Summary screen, where the operator can confirm, and finish the Working Unit. This screen is also accessible from the button “Receiving Summary” available throughout the PDT screens.

Receiving for stock

When the operator has finished receiving/picking an article for a store, but there are still quantities to receive from the PO, the system will present an alert message, informing the operator that there are no more distributed quantities for stores and that the article will be received for stock.

If the operator declares an article that has not distributed quantities, the message will also be presented.

Note: this message is only presented to the operator once, per article.

Stock alert message

View expiration date

Global → Global Application → Application → Warehouse Management → Goods Issue → Picking Containers [AL064]

For the articles with expiration date, now you can see it on [AL064], by selecting an container and then go to Article Details.

Faturação automática de Acessórios de Transporte (AT)

Objetivos

No âmbito deste projeto, pretende-se agilizar o processo de faturação dos acessórios de transporte (AT) base, de forma a tornar o processo mais célere e a reduzir as tarefas do motorista no momento da carga, os erros de faturação destes artigos às lojas e os erros nos balanços de AT com fornecedores.

Neste documento são descritos quais os elementos de configuração necessários para suportar a funcionalidade pretendida, e é apresentado o novo processo de Retificação de AT’s, Base ou Adicionais, em PC e RF.

Configuração

Para suportar as novas funcionalidades, nomeadamente a possibilidade de declarar o AT Base em determinado tipo de operações, foram atualizadas as configurações existentes, assim como disponibilizadas novas opções, conforme especificado abaixo.

AD012 – Definições Contentores

Global > Global Aplicação > Aplicação > Dados Mestre > Gestão de Armazéns > Contentores > Definições Contentores [AD012]

No AD012, para um determinado Contentor/Artigo, a “Lista de Acessórios de Transporte” foi reorganizada:

Figura 1 – Lista de AT Reorganizada (AD012)

Para cada tipo de lista deverão ser definidos os artigos que se pretendem disponibilizar para cada um dos processos.

AT’s Adicionais

Para configurar AT’s Adicionais, no AD012 após selecionar os armazéns/artigos disponíveis, em Opções > Acessórios de Transporte Em Listas ATs , deverá ser configurada a lista “AT’s Adicionais Execução”. Os AT’s Adicionais são acessórios que poderão ser registados durante o processo de execução, para além do AT Base declarado. Para aceder aos AT’s Adicionais durante a execução, no menu do terminal RF o operador tem disponível a ação “AT’s Adicionais”.

AL102 – Operações de Armazéns

Global > Global Aplicação > Aplicação > Gestão de Armazéns > Parametrização > Fluxos Operativos > Operações de Armazéns [AL102]

No AL102 para uma determinada operação, nos “Atributos Gerais”, foi disponibilizado o campo novo “AT Base”. Neste campo, é possível configurar se se pretende declarar o AT Base, se a declaração é obrigatória ou não e se utiliza sugestão do AT Base. Para tal, estão disponíveis as opções:

  • (vazio): não é possível declarar o AT Base (o campo não é apresentado na operação);
  • Com Declaração Não Obrigatória: é possível declarar o AT Base;
  • Com Declaração Não Obrigatória c/ Sugestão: é possível declarar o AT Base e o sistema sugere o primeiro AT que foi declarado na operação;
  • Com Declaração Obrigatória: é obrigatório declarar o AT Base;
  • Com Declaração Obrigatória c/ Sugestão: é obrigatório declarar o AT Base e o sistema sugere o primeiro AT que foi declarado na operação.
Figura 2 – Declaração AT Base (AL102)

Nota: caso se pretenda que o AT Base e os AT’s Adicionais sejam declarados apenas na execução, o campo “AT Base” deverá ser apenas preenchido para o tipo de operação “Execução”.

Unidade de Trabalho Retificação AT

Global > Global Aplicação > Aplicação > Gestão de Armazéns > Parametrização > Acções e Unidades de Trabalho > Gestão de Unidades de Trabalho [AL118]

Foi criada uma classe da Unidade de Trabalho nova, “Rectificação ATs Contentores” (55), que tem associadas as seguintes ações físicas (e que deverão ser definidas no AL118), conforme exemplo abaixo:

  • Rectificação AT’s Contentores: Declarar Etiqueta (5080);
  • Rectificação AT’s Contentores: Declarar AT’s (5090).
Figura 3 – Ações da UdT Retificação AT

Esta nova funcionalidade pode ser acedida no terminal RF através do menu “Diversos” > “Retificar AT’s”.

Documento Interno

Foi criado o documento interno “Rectificação AT’s Contentores” (94) para suportar a funcionalidade de retificação de AT em RF. Este documento interno deverá estar associado à classe da Unidade de Trabalho “Rectificação ATs Contentores” (55), com as ações “Declarar Etiqueta” (5080) e “Rectificação AT’s Contentores: Declarar AT’s” (5090).

Ações

Global > Global Aplicação > Aplicação > Gestão de Armazéns > Parametrização > Acções e Unidades d e Trabalho > Gestão de Unidades de Trabalho (AL118)

Com a nova funcionalidade foi criado e alterado um conjunto de ações.

RF Receção

Em todas ações da declaração de quantidades em contentor na receção, foi adicionado o campo de AT Base, correspondente à configuração definida na operação de receção, ou seja, se estiver definida a declaração do AT Base na operação de Receção, o campo será apresentado nas respetivas ações (0170, 0270, 2180, 1030, 1310, 5390).

Também foi disponibilizada a funcionalidade da declaração livre de AT, para suportar a faturação dos mesmo a fornecedores:

  • Criada a 5270, como cópia da 0410, que lista todos os fornecedores e todos os respetivos AT no mesmo ecrã, e possibilita declarar as quantidades recebidas. Nota: se a operação prevê declaração de AT Base e estiver definido o resumo de AT com a ação 0410, é apenas apresentada uma lista de AT não editável;
  • Criada a 5280, como cópia da 2640, que lista todos os fornecedores e todos os respetivos AT no mesmo ecrã, e possibilita declarar as quantidades recebidas/devolvidas;
  • Criada a 5290, como cópia da 4870, que lista em ecrãs separados por fornecedor, os fornecedores e os respetivos AT, e possibilita declarar as quantidades recebidas/devolvidas.

Carga

Foi criada a ação 5250, por cópia da 3180, para se poder declarar o AT Base em detrimento da declaração do tipo de contentor (AT na ação 3180).

Resumo de AT
  • Se durante carga não tiver nenhum contentor com AT base ligado
    • 2250 – O resumo de AT pode ser editado;
    • 3210 – O resumo de AT não pode ser editado.
  • Se na carga tem pelo menos um contentor com AT base ligado
    • 2250 – O resumo de AT não pode ser editado (se tiver esta ação declarada, foi feito para a mesma passar automaticamente para 3210);
    • 3210 – O resumo de AT não pode ser editado

Execução JIT

Quando se declara uma etiqueta nova, se na operação está definido que se pretende declarar o AT Base, e se no AL118 estiver definida a ação 4640, será pedido ao operador o AT Base.

Retificação do AT Base e dos AT’s Adicionais

Retificação AT’s em PC

Global > Global Aplicação > Aplicação > Gestão de Armazéns > Gestão Contentores > Retificação AT’s Contentores [AL416]

Foi disponibilizada uma nova funcionalidade (AL416) que permite retificar os AT’s Base e AT’s Adicionais declarados, para contentores de receção e execução.

Nesta nova transação, o utilizador pode filtrar pelos seguintes parâmetros:

Figura 4 – Parâmetros pesquisa no AL416

Pressupostos da pesquisa:

  1. Para além do “Estabelecimento” ser de preenchimento obrigatório, o utilizador deverá preencher também um dos seguintes parâmetros: Reserva, Etiqueta ou Nº Contentor.
  2. Nos campos Reserva, Etiqueta e Nº Contentor, é possível pesquisar pelos elementos tanto de Recepção como de Execução.

No relatório apresentado é possível consultar as características e estado dos contentores listados, retificar os respetivos AT’s Base e os AT’s Adicionais, sendo que:

  • Se é contentor de Receção
    • para retificar o AT Base estará editável o campo “AT Base Rec.” que apresenta a lista de artigos que foram associados à Lista de AT “Receção” no AD012;
    • para retificar os AT’s Adicionais estarão listados na coluna “Artigos” os AT que foram associados à Lista de AT “Receção” no AD012.
Figura 5 – Retificação Contentor Receção
  • Se é contentor de Execução
    • para retificar o AT Base estará editável o campo “AT Base Exec.” que apresenta a lista de artigos que foram associados à Lista de AT “Execução/Preparação” no AD012;
    • para retificar os AT’s Adicionais estarão disponíveis na coluna “Artigos” os AT que foram associados tanto à Lista de AT “Execução/Preparação”, como à Lista “AT’s Adicionais Execução”. Nota: os AT não são apresentados em duplicado se se encontrarem em ambas as listas.
Figura 6 – Retificação Contentor Execução

Notas:

  1. Não é possível retificar/declarar um AT Adicional que seja do mesmo tipo do AT Base declarado;
  2. Na coluna “Artigos”, quando aplicável, é também apresentado o Vasilhame Variável como AT Adicional, com a quantidade protegida.

Retificação AT’s em RF

Também é possível retificar os AT’s Base e os AT’s Adicionais no terminal RF. Para tal, no RF, o operador deve aceder a “Diversos” > “Rectificar AT’s”.

Figura 7 – Opção “Diversos”
Figura 8 – Opção “Retificar AT’s”

Após declarar a etiqueta, é possível retificar o AT Base e os AT’s Adicionais.

Figura 9 – Declarar etiqueta
Figura 10 – Retificar AT Base e AT’s Adicionais

Nota: a lógica de apresentação da lista de AT’s Base e de AT’s Adicionais é a mesma que foi descrita no ponto “Retificação AT’s em PC”.

AT’s Adicionais na Execução RF

Para aceder aos AT’s Adicionais durante a execução, no menu do terminal RF existe a ação “AT’s Adicionais”. Após clicar na opção, podem ser declaradas as quantidades para os AT que estiverem disponíveis, configurados no AD012 na lista “AT’s Adicionais Execução”.

Figura 11 – Opção “AT’s Adicionais
Figura 12 – Declaração quantidades AT Adicionais

Sistema Automático de Propostas de Reabastecimento

Introdução

O Sistema Automático de Propostas de Reabastecimento surge com objetivo de facilitar os responsáveis pelo stock em cálculos relativos às últimas vendas, trends, previsões, dias de entrega e outros detalhes repetitivos, dando mais prioridade aos produtos mais importantes (ou relevantes), às promoções ou às alterações de vendas inesperadas. Desta forma, e sucintamente, este manual, é desenvolvido para melhor entender um conjunto de regras necessárias ao preencher e gerar propostas, bem como perceber o conceito adjacente utilizado nos cálculos determinantes na proposta sugerida. Neste sentido serão, textual e graficamente, sugeridos exemplos simples e sequenciais de criar e executar uma proposta automática de reabastecimento.

Pré-requisitos para o cálculo da proposta

O sistema de cálculo da proposta encontra-se dividido por algoritmos para cálculo de stock mínimo e algoritmos para cálculo das propostas. Cada um deles recebe um conjunto de parâmetros determinados de várias formas, através e não só de estabelecimento, fornecedor, classificação de artigo e instalação.

Tipos de Cálculo de Stock Mínimo

Dicionário -> Aplicação -> Gestão de Stocks -> Proposta Automática de Aprovisionamento -> Tipos de cálculo de Stock Mínimo (MRP03)

Existem atualmente duas regras de stock mínimo, uma pelo stock mínimo em dias de venda, e outra pela média das vendas vezes um multiplicador.

É possível obter as regras de stock mínimo disponíveis, através do botão Listar:

Stock mínimo em dias de venda

Este cálculo soma os últimos dias de vendas para determinar o stock mínimo. Aceita os seguintes parâmetros:

  • 10 : DAYS: Este parâmetro indica o número de dias que se querem considerar. É obrigatório e o valor tem que ser um número. Exemplo: Ao indicar “10”, estamos a declarar que pretendemos a soma dos últimos 10 dias de venda.
  • 20 : STKT: Indica que o tipo de stock utilizar para encontrar as vendas; os tipos de stock disponíveis na aplicação são apresentados na ação AL009.
  • 30 : DAYT: A terceira sequência aceita um de três possíveis valores diferentes com referência ao calendário definido na aceção AG010 e determinado na ação AG028:
    • 1 para “todos os dias”: indica que para determinação das datas serão considerados todos os dias, quer sejam eles feriados ou fins de semana;
    • 2 para “Só dias de trabalho”: indica que só serão considerados os dias de trabalho, excluindo feriados e fins de semana;
    • 3 para “Dias com movimentos” indica que só serão considerados os dias em que, efetivamente, se verifiquem vendas.
Média das vendas vezes multiplicador

Esta regra calcula a média de uma período e depois aplica um multiplicador para determinar o stock mínimo. É definida por cada um dos seguintes parâmetros:

  • 10 : DAYS: Este parâmetro indica o número de dias que se querem considerar. É obrigatório e o valor tem que ser um número; Exemplo: Ao indicar “10”, estamos a declarar que pretendemos a soma dos últimos 10 dias de venda.
  • 20 : STKT: Indica que tipo de stock utilizar para encontrar as vendas; os tipos de stock disponíveis na aplicação são apresentados na ação AL009.
  • 30 : DAYT: A terceira sequência aceita um de três possíveis valores diferentes com referência ao calendário definido na acção AG010 e determinado na ação AG028:
    • 1 para “todos os dias”: indica que para determinação das datas serão considerados todos os dias, quer sejam eles feriados ou fins de semana;
    • 2 para “Só dias de trabalho”: indica que só serão considerados os dias de trabalho, excluindo feriados e fins de semana;
    • 3 para “Dias com movimentos” indica que só serão considerados os dias em que, efetivamente, se verifiquem vendas.
  • 40 : PAR2: Indica se é pretendida uma média calculada só com os dias encontrados ou por todos os dias definidos no parâmetro DAYS. Exemplo: o utilizador pretende uma média dos últimos 30 dias mas o artigo só foi vendido em 22 dias. A soma das vendas destes 22 dias é 100 CX. Aqui temos a oportunidade de definir se a nossa média é 3,3 (escolha “1” e então o sistema faz 100 a dividir por 30) ou 4,54 (escolha “2” e então o sistema faz 100 a dividir por 22).
  • 50 : PAR3: A quinta sequência aceita um valor numérico pelo qual a média será multiplicada. Exemplo: Ao indicar um valor, por exemplo “5”, estamos a dizer que queremos multiplicar a média por 5.
Grupo dos parâmetros para o Cálculo de Stock Mínimo

De acordo com as regras definidas nos Tipos de Cálculo de Stock Mínimo (MRP03) é possível criar grupo de parâmetros para cada uma das regras.

Global -> Global Aplicação -> Gestão de Stocks -> Parametrização -> Grupo dos parâmetros para cálculo de Stock Mínimo (MRP12)

Selecionar o botão Lista para fazer a listagem de todas as regras de stock mínimo existente:

Selecionar o botão Criar para a criação de um novo grupo de parâmetros:

Primeiramente, é selecionada a respetiva Regra de stock mínimo:

E o nome, à escolha do utilizador, ao grupo de parâmetros:

De seguida, mediante a seleção da Regra de stock mínimo, são escolhidas as sequências que se pretendem atribuir valores:

Nota: É obrigatória a escolha de todas as sequências.

E por fim, é preenchido o campo Primeiro Valor respetivo a cada sequência:

Finalizado o preenchimento de todos os campos, clicar no botão Salvar para a criação do grupo de parâmetros:

Tipos de Cálculos Proposta de Reabastecimento

Dicionário -> Aplicação -> Gestão de Stocks -> Proposta Automática de Aprovisionamento -> Tipos de Cálculos Proposta de Reabastecimento(MRP01)

É possível obter os tipos de cálculo de proposta disponíveis, através do botão Listar:

Média recente mais tendência períodos anteriores

A primeira regra para o cálculo da proposta é definida pela média recente mais a tendência dos períodos anteriores, através de um conjunto de parâmetros permite decidir os períodos que se pretendem analisar.

  • 10 : D2BO – Número de dias que temos que recuar: O primeiro parâmetro indica o número de dias que temos de recuar para calcular o Trend dos períodos anteriores. Exemplo: Ao indicar “30”, estamos a dizer que vamos recuar no tempo 30 dias.
  • 20 : SDAY – Mesmo dia (1 – Sim, 0 – Não): O segundo parâmetro indica se, depois de recuar D2BO dias, temos que encontrar (“1”) ou não (“2”) o mesmo dia da semana de “hoje”.
  • 30 : HMD1 – Quantos dias para calcular a média antiga: O terceiro parâmetro determina o número de dias para cálculo da “média antiga”. Exemplo: Ao indicar “21”, estamos a dizer que queremos a média das 3 semanas anteriores.
  • 40 : HMD2 – Quantos dias para calcular a média recente: Este parâmetro indica quantos dias recuar em relação a “hoje” para cálculo da média recente.
  • 50 : D4TR – Dias para o calculo do Trend: Este parâmetro indica ao SPAR quantos dias utilizar depois de D2BO para calcular as vendas “seguintes”. Comparando a “média antiga” com as “vendas seguintes” que existiram é determinada a tendência.
  • 60 : Tipos de stock: Indica que tipo de stock será escolhido para calcular a média das vendas. Exemplo: Neste caso, só aceita um valor (“01”) por só estar disponível um tipo de stock (Stock Livre).
  • 70 : 1 = Todos os Dias; 2 = Só dias de trabalho. Aqui é possível definir se são pretendidos cálculos com todos os dias de calendário (“1”) ou só dias de trabalho (“2”).
  • 80 : Nível de classificação: Permite escolher o nível de classificação que será inscrito nos artigos da proposta.
  • 90 : Dias para média: 1 – Todos, 2 – Só dias com valores: O nono e último parâmetro aceita o valor “1” (Todos) e “2” (Só dias com valores) para indicar se é preciso contabilizar todos os dias para a média ou só aqueles onde existam valores.
Média maior

A segunda regra para o cálculo da proposta é definida pela média maior, através de um conjunto de parâmetros permite decidir os períodos que se pretendem analisar.

  • 10 : HMM1 – Quantos meses para calcular a média antiga: O primeiro parâmetro indica o número de meses que temos de recuar para calcular a média antiga. Exemplo: Ao indicar “12”, estamos a dizer que vamos recuar no tempo 12 meses.
  • 20 : HMD1 – Quantos dias para calcular a média recente: O segundo parâmetro indica quantos dias vamos recuar para calcular a média recente e compara-la à média calculada no parâmetro HMM1.
  • 30 : Tipos de stock: Indica que tipo de stock será escolhido para calcular a média das vendas. Exemplo: Neste caso, só aceita um valor (“01”) por só estar disponível um tipo de stock (Stock Livre).
  • 40 : 1 = Todos os Dias; 2 = Só dias de trabalho. Aqui é possível definir se são pretendidos cálculos com todos os dias de calendário (“1”) ou só dias de trabalho (“2”).
  • 50 : Nível de classificação: Permite escolher o nível de classificação que será inscrito nos artigos da proposta.
  • 60 : Dias para média: 1 – Todos, 2 – Só dias com valores: O último parâmetro aceita o valor “1” (Todos) e “2” (Só dias com valores) para indicar se é preciso contabilizar todos os dias para a média ou só aqueles onde existam valores.
Grupo de parâmetro para o Cálculo da proposta

Global -> Global Aplicação -> Gestão de Stocks -> Parametrização -> Grupo de Parâmetros para Cálculo Proposta (MRP04)

Selecionar o botão Lista para fazer a listagem de todas as regras de stock mínimo existente:

Selecionar o botão Criar para a criação de um novo grupo de parâmetros:

Primeiramente, é selecionada o respetivo Cálculo da proposta:

E o nome, à escolha do utilizador, ao Grupo de parâmetros:

De seguida, mediante a seleção do Cálculo da proposta, são escolhidas as sequências que se pretendem atribuir valores:

E por fim, é preenchido o campo Primeiro Valor respetivo a cada sequência:

Finalizado o preenchimento de todos os campos, clicar no botão Guardar para a criação do grupo de parâmetros:

Determinações

As determinações são uma forma de individualizar o tratamento de alguns artigos ou de um fornecedor específico ou de uma categoria de produto.

Por exemplo, é possível decidir que geralmente são pretendidos 3 dias de stock de segurança mas, por um fornecedor em particular, queremos 6 porque tem um nível de serviço mais baixo.

Poderíamos ainda escolher um stock de segurança maior quando estamos a considerar um ou outro estabelecimento situado nas ilhas.

Para um conjunto de artigos muito estáveis o comprador pode escolher calcular as médias com determinados períodos enquanto por produtos mais irregulares é possível escolher de verificar só a média recente.

Com este sistema de determinações é o relativamente simples definir regras diferenciadas e deixar o módulo fazer os cálculos sem ter que alterar todos os dias.

O funcionamento das determinações é o seguinte: o sistema analisa as definições uma a uma a partir da primeira e pàra na primeira que corresponde aos parâmetros passados.

Determinação da Regra proposta de Reabastecimento

Global -> Global Aplicação -> Gestão de Stocks -> Determinações -> Determinação da Regra proposta de Reencomenda (MRP09)

Os níveis disponíveis para determinação da regra e dos parâmetros para a proposta de reabastecimento são aqueles apresentados na imagem abaixo. Na primeira definição que corresponde aos parâmetros passados o módulo para:

No nível do estabelecimento clicar no botão Criar:

Na criação, são preenchidos os campos mediante as Regras, Cálculos e Grupos de parâmetros criados anteriormente:

Determinação Perfil Arredondamento (Linhas)

Antes de efetuar a determinação do MRP19 é necessário definir o tipo de arredondamento, neste momento só existem dois, o Arredondamento ao contentor e o Arredondamento ao lastro, e de seguida o seu grupo de parâmetros.

Dicionário → Aplicação → Gestão de Stocks → Proposta Automática de Aprovisionamento → Proposta automática de Reabastecimento (MRP16)

Global → Global Aplicação → Gestão de Stocks → Parametrizações → Grupo de parâmetros para Tipo de arredondamento Quantidade Proposta (MRP18)

Por último, é feita a determinação do perfil de arredondamento.

Global → Global Aplicação → Gestão de Stocks → Determinações → Determinação Perfil Arredondamento (MRP19)

Os níveis disponíveis para determinação do Perfil Arredondamento são aqueles apresentados na imagem abaixo. Na primeira definição que corresponde aos parâmetros passados o módulo para:

No nível de estabelecimento clicar no botão Criar:

Na criação, são preenchidos os campos mediante o Estabelecimento, Artigo, Unidade de medida, Tipo de Arredondamento e por fim o Grupo Parâmetros criados anteriormente.

Proposta Automática de Aprovisionamento

Concluídas as definições e determinações necessárias, segue-se a definição dos fornecedores com cálculo da proposta ativo.

Por cada fornecedor são calculados os dias de encomenda; para os fornecedores selecionados são procurados todos os artigos que os próprios entregam ao estabelecimento e por estes calculado o stock de segurança – o mínimo – e as necessidades.

É importante, para cada fornecedor, manter um timetable das entregas com o objetivo de saber os dias de receção do mesmo.

Fornecedor c/ Cálculo de Proposta

Global -> Global Aplicação -> Gestão de Stocks -> Proposta Automática de Aprovisionamento -> Fornecedor c/ Cálculo de Proposta (MRP06)

Neste ecrã vamos ter todos os fornecedores com cálculo de proposta para, no passo mais à frente, alimentarmos dados à proposta.

Selecionar o botão Criar para a criação de um novo fornecedor com cálculo de proposta:

Primeiramente, é selecionada o respetivo Estabelecimento e o Terceiro aos quais o utilizador pretende ter propostas automáticas. De seguida, o Dia da semana indica em que dia da semana é feita a recepção de mercadoria desse fornecedor, e por fim, é preenchido o Lead Time. Subtraindo o lead time ao dia de entrega é possível determinar o dia de encomenda. Após o preenchimento de todos os campos é feita a confirmação dos dados através do botão Confirmar:

Finalizada a criação de um novo fornecedor com cálculo da proposta é possível fazer a listagem de todas as criações feitas ou de um especifico:

Alimentar Cálculo das Propostas

Cálculo das Propostas

Global -> Global Aplicação -> Gestão de Stocks -> Proposta Automática de Aprovisionamento -> Cálculo das Propostas (MRP14)

Para gerar propostas, o utilizador, terá que preencher os campos com o respetivo estabelecimento e terceiro (não sendo obrigatório) que definiu no passo anterior (Fornecedores c/ cálculo de Proposta [MRP06]) e por fim gerar através do botão Gerar:

Data, hora e número máximo de registos são úteis para evitar que o processo de cálculo continue além do tempo a disposição: obviamente significa que nem todos os fornecedores serão considerados.

Quando uma proposta é calculada para um fornecedor, eventuais propostas ainda não confirmadas ou anuladas recebem o estado de “Proposta não confirmada” para indicar que a proposta não foi avaliada pelo responsável.

Proposta de Reabastecimento

Global -> Global Aplicação -> Gestão de Stocks -> Proposta Automática de Aprovisionamento -> Proposta Reabastecimento (MRP08)

Para poder efetuar uma pesquisa sobre as novas propostas terá que preencher o seguinte formulário com, pelo menos, um dos campos ou então não preencher nada e listar todas as propostas clicando no botão Listar:

Secção onde é listado todos os resultados dos cálculos efetuados anteriormente:

No caso do utilizador achar que a quantidade proposta não está, exatamente correta, pode alterar diretamente no ecrã da listagem através do campo Quantidade reavaliada. Uma vez alterada, aquando da confirmação, esta é enviada em vez da quantidade proposta inicialmente pelo programa. Feita a modificação carregar no botão Guardar:

Caso seja necessário modificar mais uma vez, carregar no botão Modificar:

O campo Estado está associado a um artigo e altera consoante uma determinada ação, assim pode ter as seguintes descrições:

  • Nova Proposta – Uma proposta tem o estado “Nova Proposta” quando, depois da execução dos cálculos, seja determinado que é necessário um reabastecimento e não foi ainda depositada nenhuma ação à mesma;
  • Proposta Aceite – Quando o utilizador verificou os dados e decidiu que o valor final da proposta era viável. Passando do estado “Nova Proposta” para “Proposta Aceite”;
  • Proposta Recusada – Uma proposta tem o estado “Proposta Recusada” quando o utilizador, por alguma razão, não está de acordo com o valor final, assim rejeita a proposta, passando do estado “Proposta Aceite” para “Proposta Recusada”.
  • Proposta Não Confirmada – Quando uma proposta não obteve qualquer ação do utilizador depois antes do tempo estabelecido para reencomenda. Passando do estado “Nova Proposta” para “Proposta Não Confirmada”. Esta proposta não é eliminada, continuando a recalcular os dados e fazendo o devido acerto.
  • Proposta Confirmada, quando o utilizador verificou os dados e decidiu que o valor final da proposta era viável. Passando do estado “Nova Proposta” para “Proposta Confirmada”

Ainda é possível a verificação dos detalhes de cada artigo, mais precisamente as últimas 30 vendas, selecionando o botão dos Detalhes:

Listagem das última 30 vendas:

Generating letdown working units in PC

Objectives

With this development, we want to create new transaction that allow to create letdown working units PC transaction.

Articles – Logistic Data

New options were added to the Spaces Assigned Permanently report (Add or Modify). In this options, the dropbox Letdown Types which is placed in the group Data for Picking Space Replenishment has now two more choices:

  • Suggested Full Picking: suggests the calculated quantity defined in the master data of the article.
  • Missing Full Picking: require to declare the missing quantity.

The goal of these types of letdowns is to allow the calculation of the quantity of occupancy of the spaces in relation the quantity of unit instead of the quantity of containers available.

As a result of these changes a new field has been added – UM to Calc. Quant. – select the unity mesure to calculate when one of the options previously described is picked.

Global Application → Warehouse Management → Operational Definitions -> Articles – Logistic Data -> Articles – Logistic Data [AL077]

Working Unit Types

A new letdown class of work units to ensure that the new type of work unit will have its own priority and will be distinguishable from the priorities of the other letdowns work units.

Global Application → Warehouse Management → Goods Issue → Tailoring -> Actions and Working Units-> Working Unit Types [AL117]

Global Application → Application → Warehouse Management → Goods Issue → Tailoring -> Actions and Working Units-> Work Unitid Manegement [AL118]

Generating Letdown on Demand

Global Application → Application → Warehouse Management → Goods Issue → Orders to be Processed → Generating Letdown on Demand [AL383]

The report will present the following selection parameters:

  • Warehouse
  • Stock type
  • Article
  • Unit of measure
  • Flow
  • Space type
  • Space
  • Space sequence
  • Spaces to create letdowns
  • Occupation rate

This report will have the following information:

→ Header:

  1. warehouse
  2. stock type
  3. space sequence
  4. work.Unit T. ( input required ) for Working Unit Class 45 – Letdowns on Demand.

→ Details:

  1. Space type
  2. Space
  3. Article
  4. Unit of measure
  5. Sub-spaces number
  6. Number of containers in Picking
  7. Number of containers in buffer
  8. Number of containers to putaway
  9. Number of containers in letdown
  10. Number of containers to letdown
  11. Occupation Percentage (%)

Display Space

Options→ Display

Current container in space

Options→ Current Containers in Space

Doc. Creation Letdowns

Options→ Doc. Creation Letdowns

After the operator selected the spaces that should be refilled and execute the option “Generate” a job will be created. During the execution of that job.

The priority of each work unit created will depend on the number of containers to let down. and it will be calculated using the following formula:
priority of work unit = “default priority” + “round up to the next highest integer”(fulfilment ratio of space * 10) .

View Working Units Management

Global Application → Application → Warehouse Management → Working Units Management (RF)> Working Units Monitor [AL055]

In Al 055 screen you can see if squats created for the type of work unit chosen and the priority.

  1. – Number Udt
  2. – Priority Udt
  3. – previous Space Type
  4. – Previous Space
  5. – Current space Type
  6. – Current space
  7. – Operator
  8. – Date

WU Letdown with calculated quantity:

Letdown – Buffer to picking

Here it will be shown how the PDT works when a unit of letdown is received.

After accept the working unit it will appear a screen to insert the label of the article.

Afterwards the verification, depending on letdown type, it will show one screen to state the quantity of the article to make the letdown:

  • Suggested Full Picking/ only specific quant. : suggests the calculated quantity defined in the master data of
    the article:
  • Missing Full Picking: require to declare the missing quantity.
  • Others types letdowns: it only requires the barcode space.

If the original container is not exhausted, the operator MUST confirm the pallet in buffer in the next step. This is only applied to suggested and missing letdown types.

Transition

To execute this task, the previously steps are similar, we just changed the space value from picking to the maintenance zone(04 to 09). After this was created another working unit to pass from maintenance zone to picking.

  • Missing Full Picking: require to declare the missing quantity.

2 º Create new letdown working unit from the transition space to the picking place.

Atualização do Peso dos Contentores em Tempo Real

Objetivos

O presente documento, apresenta os requisitos e descreve os procedimentos no processo de recálculo do peso dos contentores a cada movimentação (recolha ou colocação) de mercadoria sobre os mesmos. Este processo tem em conta tanto os contentores de destino como de origem. Tanto em stock como em JIT.

Tal necessidade é justificada, em primeira análise, por três fatores principais:

  • Planeamento de entregas;
  • Criação de novos contentores (por contentor cheio);
  • Validação de excesso de peso em execução.

Atualização automática do peso dos contentores em Tempo Real

Esta situação ocorre automáticamente em 3 processos:

Na execução:

Na transferência de stock entre contentores executados PDT

Na correção dos mesmos (AL064)

Global -> Global Aplicação -> Aplicação -> Gestão de Armazéns -> Saída Mercadoria -> Contentores de Execução [AL064]

Recálculo das Dimensões do Contentores (AL063 / AL064)

Lista das Reservas de Expedição

Global -> Global Aplicação -> Aplicação -> Gestão de Armazéns -> Saída Mercadoria -> Reservas de Expedição [AL063]

Lista os contentores execução

Global -> Global Aplicação -> Aplicação -> Gestão de Armazéns -> Saída Mercadoria -> Contentores de Execução [AL064]

Recálculo de Volumes com etiquetas atribuídas (TR003)

Global -> Global Aplicação -> Aplicação -> Gestão de Transportes -> Voltas Planeadas [TR003]

Dispatch and auto load

Objectives

New functionality in the PDT that allows to invoice a pallet already executed without declaring registration, seal, etc. Add validation so that only pallets destined for production (virtual port) are billed.

Configuration Dispatch Automatic

Configuration Books Types

Global → Global Application → Application → Warehouse Management → Tailoring→ Books Types → Books Types [AL112]

For all reservations that you want automatic shipping, the reservation type must have selected Auto Run on the AL112 screen.

Booking Type Determination

Global → Global Application → Application → Warehouse Management → Operational Definitions→ Determinations → Booking Type Determination [AL088]

The next steps will be to determine the type of the reservation according to the desired parameters.

Step1:

Choose the option to determine the type of booking.

Step2:

Add the data for the determination (Example By Warehouse/Interlocutor)

Picking Container and Load Auto Dispatch

Configuration Work Units

Global → Global Application → Application → Warehouse Management → Tailoring→ Actions and Working Units → Work Unitid Manegement [AL118]

Work Units “full container picking”

PDT Work Unit Example Picking Container and Load Auto Dispatch:

Load and Dispach Container – WU OnDemand

Configuration Work Units

New type of internal document to identify and determine the new type of unit of work.

Global → Global Application → Application → Warehouse Management → Tailoring→ Actions and Working Units → Work Unitid Manegement [AL118]

This field defines the number of possible labels to be declared in the unit of work.

Work Units “Load and Dispach Container”

PDT Work Unit Example:

Error: Reservation type does not allow automatic dispatch

CONF is finish WU → Load Auto Dispatch.

Devolução Lojas ATs RF

Âmbito e Objetivos

Devolução de lojas de AT’s, com uso e suporte através de rádio frequência (RF).

Esta funcionalidade possibilita receber as respectivas devoluções com armazéns de destino diferentes daqueles que estão previstos nos documentos de devolução.

Os movimentos e stocks de AT’s serão automaticamente atualizados conforme os armazéns onde são recepcionados. Em caso de uma devolução ser recebida num armazém diferente do que está previsto no documento de devolução, além dos movimentos de entrada do armazém de destino,será criada automaticamente uma movimentação de transferência entre armazéns.

Como Definir as Devoluções de Loja de AT’s

Para definir as devoluções de loja foram usadas algumas funcionalidades que já existiam e foram criadas outras, para ajudar no processo de recepção das mesmas.

Para diferenciar as Devoluções de Loja “normais” e as Devoluções de Loja de AT’s, foi criado um novo menu, especifico para a recepção dos AT’s. Deste modo, é possível fazer a diferenciação das recepções, nomeadamente ao nível das definições de tipos de artigos a receber, já que ficam apenas disponíveis as Definições de Movimentos Internos associadas ao tipo de documento interno de Devoluções de Estabelecimentos ATs.

O nova acção/menu que está agora disponível, tem como descrição Devolução ATs RF (ASYS087) e foi disponibilizado no menu MNVAPRFS06 – Menu RF Devoluções.

Criar definição(ões) de movimento(s) interno(s) associadas ao tipo de documento interno Devoluções de Estabelecimentos ATs (tipo de documento 32), já que serão apenas estas definições que irão aparecer na lista de definições de movimento interno a escolher.

Determinação de Udt

Criar, se não existir, um novo tipo de Udt, associado à classe de Udt Devoluções RF (19).

Aplicação -> Gestão de Armazéns -> Parametrização -> Acções e Unidades de Trabalho -> Tipos de Unidade de Trabalho [AL117]

Criar uma determinação de tipo de Udt, associada ao tipo de documento interno Devoluções de Estabelecimentos ATs.

Global -> Global Aplicação -> Aplicação -> Gestão de Armazéns -> Definições Operacionais -> Determinações -> Determinação Tipo de Unidade de Trabalho [AL092]

Acções na Udt

Foram criadas novas ações para complementar e agilizar o processo de recepçõa das devoluções de loja ATs, nomeadamente:

  • 3320 – Declaração Diferenças: Nesta nova ação, podem-se declarar as diferenças e o respectivo motivo pelo qual se recebe menos que o que está previsto no documento. Para se aceder a este novo ecrã, existe uma nova ação no menu da ação de Declarar etiqueta contentor.
  • 3330 – Lista de Diferenças ATs: Esta nova ação é despoletada no final do processo de recepção de devoluções, quando existem diferenças, entre o que estava previsto receber e o que é efetivamente recebido. No caso de terem sido declaradas diferenças, com os respectivos motivos, neste ecrã é possível retificar os valores das diferenças declaradas. De notar que as diferenças declaradas mais as quantidades recebidas, não poderão ultrapassar as quantidades previstas no documento de devolução.

Aplicação -> Gestão de Armazéns -> Parametrização -> Acções e Unidades de Trabalho -> Gestão de Unidades de Trabalho [AL118]

Notas importantes:

Foram modificados alguns processos na declaração de ações existentes, de modo a por um lado facilitar e tornar o processo mais simples e por outro, abandonar a omissão de algumas ações, assim:

A ação 0980 – Lista de Artigos para Fim Devolução RF passa a ser obrigatória a sua definição em todos os tipos de Udt de devolução, seja de artigos “normais”, seja de At’s, pelo que as os tipos de Udt existentes, deverão ser alterados para que seja possível fazer um resumo final no fim do processo de devolução de lojas RF.

A acção 2970 – Declarar etiqueta equipamento foi alterada para permitir o número de linhas que se podem mostrar para que se possam declarar os equipamentos previstos. Como existem ou podem existir limitações a nível das pistolas, optou-se por se poder declarar um número máximo de linhas sucessivas, até perfazer o total de equipamentos previstos a receber, por exemplo, imaginando que tem que se receber 12 equipamentos, se estiverem definidas para aparecer 5 linhas de cada vez, aparecerá um ecrã com a possibilidade de serem declarados apenas 5 equipamentos. Ao confirmar, é apresentado o mesmo ecrã para que se possam declarar mais 5 equipamentos, ao confirmar, é novamente apresentado o mesmo ecrã, mas desta vez apenas com 2 linhas para se poderem declarar os equipamentos em falta.

Se o número de linhas não for definido, aparecerá apenas uma linha para se declarar o equipamento, e o ciclo será refeito até perfazer a quantidade total.

Transferência de stocks

Foi criado um novo tipo de documento interno para lidar com as transferências de stock (se previstas), Transferências entre Armazéns (76), com os tipos de linha 0001 – Entrada Stock e 0002 – Saída Stock, com contribuições positiva e negativa, respectivamente.

Para a transferência de stock terá de ser também criada uma definição de movimento interno para que se possam definir os movimentos a ocorrer quando o processo é finalizado.

Aplicação -> Gestão de Stocks -> Parametrização -> Definições dos Movimentos Diversos [AL008]

Nota:

Neste momento, quando é criado o documento de transferência de stock, a definição de movimento interno é determinado através do tipo de documento “76”. Como deverá existir apenas uma definição, não é pedido ao operador a definição a usar, mas futuramente se forem definidas várias definições de movimento interno ligadas a este tipo de documento interno, terá que ser criado um novo ecrã para pedir ao operador que definição deve ser usada.

Determinações para Transferência de stocks

Determinar os Movimentos a usar para as transferências de stock.

Global -> global Aplicação -> Aplicação -> Gestão de Stocks -> Determinações -> Determinação de Movimentos (Doc.Internos) [AL018]

Determinar a Categoria de Registo a usar para as transferências de stock.

Global -> global Aplicação -> Aplicação -> Gestão de Stocks -> Determinações -> Determ. Categoria Registo (Doc.Internos) [AL020]

Determinar a Numeração de Documentos Internos.

Global -> global Aplicação -> Aplicação -> Gestão de Stocks -> Determinações -> Numeração Documentos Internos [AL024]

Transfer Between Stock Containers

Purpose

Transfer merchandise between stock (receiving) containers. This new functionality must allow the transfer between two containers, the origin or source container, to target container, updating the transferred quantity in each container.

The two containers must have the same stock type and they must belong to the same operation flow.

If an article is managed with expeiration date, there’s the possibility to transfer quantity to a container that have the same expiration date or if they are different, the target container’s expiration date will have the minimum expiration date of them. If one of the containers have a date lower that allowed, that container will not be considered and an error message will pop up.

The origin label is always manadtory, and the container must be available and in place to execute the task, no matter where’s the container in the warehouse wise.

The target label is mandatory, if the operation assigned to the origin container, has defined that the label is anonymous, if not, the target container label is not mandatory, which the system will produce and print through the access of label numbering.

It is possible to transfer a complete container to another one, or just the selected articles in the container, eitherway the quantity considered to transfer is only the available one, i.e, “Available Quantity” must be higher than “Reserved Quantity”.

This functionality is “On Demand”, which means that only users that are allowed, through RF menu permissions, will be capable to perform it.

RF Main Menu

This functionality is “On Demand”, which menas that only allowed users will have permission to perform it. The action “TRANSF.BETWEEN CONTAINERS” is available on the menu action “MNVAPRFS7A” (MISCELLANEOUS).

Declare labels

To begin the process of transfer, the origin label is mandatory and the container assign to it must be available and in place, no matter where in the warehouse. The target label instead is mandatory only if in the operation definition the “Label anonymous” is set, which means the user must supply the label since it must be already printed. If the target label is not assigned to a container, a new one will be created and allocated.

Both containers must have the same stock type and the same operation flow. The expiration date control is made considering the definition made on AL118, which have two choices:

Global Global → Global Application → Application → Warehouse Management → Tailoring→ Actions and Working Units → Work Unitid Manegement [AL118]

  • both contianer must have the same expiration date (4090);
  • the target label will keep the minimum expiration date of the two containers (4100)