Recheio

Numa atividade de entrega de mercadorias onde a eficácia da logística é tão importante, possuir um Warehouse Managemente System (WMS) ou Sistema de Gestão de Armazém (SGA), é fundamental para assegurar um serviço eficaz e eficiente. Foi este o raciocínio que esteve na base da decisão de implementação de um SGA nas plataformas de Food Service do Recheio, onde a prioridade é ter um elevado nível de serviço ao cliente. Porque houve necessidade de mudar?

A ferramenta anterior apresentava pouca flexibilidade no tratamento diferenciado de artigos e clientes, falta de algumas funcionalidades, e não tratamento de grandes volumes de informação necessários. A alternativa encontrada foi optar por um SGA especializado, que substituísse integralmente o sistema anterior, tendo como objetivo ganhar eficiência e dar resposta às necessidades do mercado – de salientar que a qualidade da entrega é fundamental para determinados segmentos do canal HORECA.

Uma vez que o WPMS (o SGA da IS.Retail) funciona de forma independente, a integração no ERP do Recheio não apresentou nenhuma dificuldade. Rapidamente o WPMS comunica com o ERP para receber artigos, clientes, fornecedores, documentos e enviar as respetivas respostas. Toda a atividade dos armazéns e metodologias de trabalho passarão a ser feitas no SGA externo. Logo, com total independência do ERP.

Com a adoção do sistema WPMS, queremos melhorar o nível de serviço prestado aos clientes, aumentar a produtividade e ampliar a capacidade da plataforma.

A partir de agora, o WPMS, com recurso à tecnologia de rádio frequência, será responsável pelo controle e gestão de todas as tarefas do armazém, desde a movimentação de mercadorias, à atribuição automática de tarefas aos operadores.

Assim, a equipa de gestão poderá concentrar-se no planeamento, pensar no desenvolvimento do negócio e dedicar-se à procura de oportunidades de melhoria da performance global da operação.

A automatização implícita na nova forma de gerir os processos conduz à eliminação de tarefas administrativas, à antecipação de atividades e a uma redução dos tempos totais do processo.

Para alcançarmos uma maior produtividade, os processos internos devem ser redesenhados de forma eficiente. O espaço de armazenagem deve ser bem aproveitado e os percursos bem planeados para que os operadores possam executar as suas tarefas facilmente, sem perdas de tempo em trajetos desnecessários.

Registamos melhorias de produtividade superiores a 30%.

Gerir as plataformas de Food Service do Recheio é um “jogo” que envolve duas importantes variáveis: espaço versus tempo. Desenhá-las de forma eficiente requer uma combinação da capacidade de armazenagem (espaço) com o volume movimentado e o nível de produtividade (tempo). Há duas questões centrais a evitar: perda de tempo dos operadores a viajar de um lado para o outro e erros de execução.

Com a implementação do WPMS o nível de serviço aumentou de 95.5% para 97.7%.

O sistema WPMS foi selecionado pelo Recheio por apresentar um vasto leque de possibilidades de configuração, permitindo a fusão entre as “melhores práticas logísticas” e a especificidade do negócio e operação das três plataformas de Food Service (Lisboa, Porto e Tavira). Todos os nossos clientes poderão beneficiar dos resultados deste novo sistema de gestão de armazém.

Director de Sistemas de Informação do Recheio Cash & Carry