Níveis de Stock e outras Métricas

Quando perguntados sobre quais as métricas mais importantes nas suas operações, os leitores do sector de retalho colocaram o nível de serviço (erros de picking), o rigor dos valores de stock e as entregas atempadas (nos períodos acordados) no topo da sua lista.

Um consultor especialista na cadeia de abastecimento do retalho, afirma que não nos devemos surpreender pelo facto do retalho estar a sentir uma grande pressão para manter os níveis de stock muito baixos. É que “Nada vende quando está no armazém”.

O ranking das Métricas mais importantes é (por ordem decrescente de importância):

Níveis de serviço (erros de picking); Grau de correcção do stock; Entregas atempadas; Níveis de stock; Movimentação diária; Acidentes no trabalho; Custos de execução; Horas trabalhadas; Lead time das encomendas; Tempos de arrumação; Custeio baseado nas actividades

Expedição no Próprio Dia e outras Práticas

Parece existir um consenso alargado de que a prática mais importante nas suas operações são os programas de melhoria continua.

O workload planning (planeamento das necessidades de mão-de-obra) surge em segundo lugar. Provavelmente esta importância deve-se ao facto de se tratar de um sector que sofre com a sazonalidade, que oferece serviços de valor acrescentado e outros processos trabalho intensivo.

A expedição no próprio dia tem vindo a assumir uma importância crescente, para responder às crescentes expectativas dos clientes. Com o desenvolvimento do canal de vendas “Online” da Internet e a consequente visibilidade sobre o estado das encomendas, veio aumentar a pressão sobre a logística para encurtar os tempos de entrega. Se à uns tempos atrás esperar 7 a 10 dias por uma entrega seria aceitável, agora os clientes querem receber as suas encomendas muito mais cedo sem quaisquer custos adicionais. À distancia de um click passou não só a funcionar para a elaboração da encomenda, mas também para a criação das expectativas sobre os tempos das entregas.

O ranking das Práticas mais importantes é (por ordem decrescente de importância):

Melhoria contínua; Workload planning; Expedição no próprio dia; Baixos níveis de stock; Serviços de valor acrescentado; Planeamento de transportes; Crossdocking; Parcerias colaborativas; Outsourcing; Responder aos requisitos dos parceiros de negócio; Logística inversa

Lista de Compras

Quando questionados sobre onde pretendiam aplicar os investimentos nos próximos anos, o software de gestão de armazém surgiu numa posição destacada.

Um dos gestores de armazém afirma que a necessidade de informação nunca foi tão grande, sendo portanto fundamental trabalhar com um sistema de gestão de armazém que possibilite uma actuação contínua sobre a operação, de forma a aumentar a produtividade.

Relativamente à canalização de investimentos para a tecnologia de RFID, os leitores da revista Modern estão muito menos entusiasmados. Apenas 26% dos leitores apresenta planos para este tipo de investimento.

Os primeiros 5 itens do topo da lista de investimentos feitos recentemente (em ordem decrescente de frequência) são:

Impressoras; Racks; Empilhadores; Leitores de códigos de barras; Software de gestão de armazém.

Os primeiros 5 itens do topo da lista de investimentos programados para os próximos 1 a 3 anos (em ordem decrescente de frequência) são:

Software de gestão de armazém; Racks; Empilhadores; Leitores de códigos de barras, Terminais portáteis de RF.

Mais Recentes

O Alfaiate da Logística

"IS.Retail - O Alfaiate da Logística Têm uma aplicação informática com cerca de 2.000 utilizadores, foram a primeira empresa em Portugal a oferecer ao mercado um software para a gestão de ...
Ler mais

Este é o Momento para Investir num Novo Sistema de Gestão de Armazém

Efectivamente existe um conjunto de boas razões para que as empresas apostem na introdução de melhorias tecnológicas e na melhoria do seu sistema de gestão de armazém, em momentos de ...
Ler mais

WMS: É fundamental para a execução de mercadoria

Visitem 3 centros de distribuição diferentes e provavelmente vão encontrar 3 processos de execução perfeitamente distintos. Se analisarem com atenção vão perceber que as melhores operações têm um elemento em ...
Ler mais