Sistema de Gestão de Armazém em Regime SaaS (on-demand) Está Em Expansão

Depois de alterar significativamente o mercado de TMS (Sistemas de Gestão de Transporte), tudo parece indicar que o modelo de SaaS (Software as a Service) ou ASP (Application Service Provider) está a produzir os mesmos efeitos no mercado de sistemas de gestão de armazém.

Quando se fala em utilizar software em regime de “software as a service” (SaaS) a um profissional da logística, provavelmente ele assumirá que se está a falar de um sistema de gestão de transportes (TMS). Nos últimos anos, a disponibilização de TMS no regime de SaaS – onde essencialmente os utilizadores alugam software para gerir a contratação de transportes e controlar as despesas com os fretes – tem despertado o interesse dos departamentos logísticos. Agora este conceito de SaaS/ASP está a ser adoptado nas aplicações de gestão de armazém, começando a apresentar taxas de aceitação bastante interessantes.

O que é atractivo no modelo de software “on demand” não é nenhum mistério. Este modelo oferece um número de vantagens sobre a prática tradicional de adquirir licenças de utilização e proceder à instalação de uma aplicação. Só para começar, as empresas evitam incorrer numa considerável mobilização de capital inicial, pois com este novo modelo o pagamento é mensal e normalmente através de um valor proporcional ao número de transacções feitas na aplicação.

Outra vantagem é a maior rapidez e facilidade com que se consegue implementar um sistema de gestão de armazém numa determinada instalação. Tudo o que um utilizador necessita para ter acesso a uma aplicação “on-demand” é um browser e acesso à Internet. Ao contrário das instalações tradicionais com aquisição de licenças, que demoram habitualmente meses a implementar, este novo regime permite uma fase de implementação de poucas semanas.

Adicionalmente, os fornecedores do software instalam e mantêm a aplicação em servidores próprios ou em “data centers”, o que constitui um atractivo adicional para as pequenas e médias empresas que não têm recursos especializados em sistemas de informação no seu quadro de pessoal. Neste novo modelo, os upgrades do software  que trazem novas funcionalidades também estão incluídos no valor pago mensalmente e são efectuados pelos próprios fornecedores, sem necessidade de incorrer em custos adicionais.

Em geral as vantagens em termos de custos faz com que as aplicações em regime SaaS/ASP estejam a ganhar terreno, constituindo uma excelente alternativa à tradicional via de adquirir licenças de utilização. Este novo modelo permite aceder a determinados tipos de software, que de outra forma estariam fora de alcance, devido ao elevado investimento inicial. O ASP vai permitir ter acesso aos benefícios resultantes da optimização de processos, com uma mobilização de capital muito reduzida.

Depois de ter revolucionado o mercado de sistemas de gestão de transportes (TMS), o regime de SaaS/ASP prepara-se para revolucionar o mercado dos sistemas de gestão de armazém, mesmo num período de desaceleração da actividade económica, como o que estamos a viver.

A provar esta tendência está o facto de, após alguns fornecedores de software de gestão de armazém, com produtos mais recentes, terem disponibilizado as suas aplicações no formato ASP, as grandes empresas de software instaladas no mercado já à bastantes anos começam agora a anunciar a possibilidade de aceder aos seus produtos em regime SaaS/ASP.

Mais Recentes

O Alfaiate da Logística

"IS.Retail - O Alfaiate da Logística Têm uma aplicação informática com cerca de 2.000 utilizadores, foram a primeira empresa em Portugal a oferecer ao mercado um software para a gestão de ...
Ler mais

Este é o Momento para Investir num Novo Sistema de Gestão de Armazém

Efectivamente existe um conjunto de boas razões para que as empresas apostem na introdução de melhorias tecnológicas e na melhoria do seu sistema de gestão de armazém, em momentos de ...
Ler mais

WMS: É fundamental para a execução de mercadoria

Visitem 3 centros de distribuição diferentes e provavelmente vão encontrar 3 processos de execução perfeitamente distintos. Se analisarem com atenção vão perceber que as melhores operações têm um elemento em ...
Ler mais